Skip to content

Cisto Pilonidal: o que é, sintomas e tratamentos

O cisto pilonidal, também conhecido como doença pilonidal, consiste em um processo inflamatório crônico e infeccioso, que compromete a região entre as nádegas (prega interglútea), mais especificamente na região terminal da coluna vertebral, poucos centímetros acima do ânus. O cisto se caracteriza pelo acúmulo de pelos debaixo da pele nessa região, provocando vermelhidão, inflamação, dor, secreção e saída do pus acumulado, resultando no chamado abscesso.

Sendo uma variante do cisto dermoide, sua manifestação é bastante comum em pacientes muito jovens, com a sua primeira aparição após a puberdade. Embora o ânus seja a região mais frequente, o cisto pilonidal pode surgir em outras partes do corpo, como as axilas, couro cabeludo e umbigo.

Os sintomas, geralmente, é o que motiva o paciente a procurar emergências para os cuidados necessários, que inclui o uso de medicamentos e drenagem do abcesso para a saída de pus. No entanto, quando a doença já é detectada em sua fase aguda, pode ser que o tratamento necessite de intervenção cirúrgica.

Conheça as principais causas do cisto pilonidal, seus sintomas mais comuns, principais fatores de risco e formas de tratamento.

Quando a doença já é detectada em sua fase aguda, pode ser que o tratamento necessite de intervenção cirúrgica.

 Quais são as principais causas do cisto pilonidal?

Não existem causas do cisto pilonidal completamente definidas pela comunidade médica, mas acredita-se que se trata de uma condição congênita que surge a partir de dobras de tecidos embrionários na região subcutânea, conforme também é desencadeado os demais casos de cistos dermoides. A própria palavra pilonidal significa “ninho de pelos”, definindo bem o que ocasiona essa doença.

Ademais, o cisto pilonidal pode ser associado aos pêlos soltos existentes nas regiões, por atrito, calor, entre outros fatores, que fazem com que ocorra uma reação inflamatória na camada subcutânea, provocando a criação de cistos. Outra hipótese para a formação da lesão se relaciona às alterações hormonais e às glândulas sebáceas, que podem gerar um quadro inflamatório e infeccioso do folículo piloso, que se rompe no tecido subcutâneo, dando lugar à formação do cisto. Vale destacar que a bactéria presente na lesão é o Staphylococcus aureus, que tem a nossa pele como habitat natural.

Fatores de risco para a formação do cisto pilonidal:

·       Microtraumas de repetição;

·       Excesso de pelos grossos na região do cóccix;

·       Permanecer por muito tempo sentado;

·       Obesidade;

·       Sedentarismo;

·       Prática de esportes, como ciclismo e equitação;

·       Uso de roupas justas;

·       Falta de higiene.

 Sintomas comuns do cisto pilonidal:

·       Dor local;

·       Edema e saída de secreção purulenta;

·       Odor desagradável;

·       Febre;

·       Náuseas;

·       Fadiga

·       Entre outros.

Como é realizado o tratamento do cisto pilonidal?

O tratamento do cisto pilonidal depende da fase de desenvolvimento da doença. Para os casos em que o paciente apresenta o cisto, mas não se queixa de nenhum incômodo local, é preciso observar a evolução do quadro. Já quando há a formação de abscesso, é preciso fazer a drenagem da secreção por meio de incisão na pele e de uso de antibióticos.

Para os casos mais graves, a CCP-Rio recomenda a cirurgia minimamente invasiva que, dentre as suas muitas vantagens em relação à técnica convencional, destaca-se a menor incisão cutânea para remover o pelo e cauterizar o trajeto, além de reduzir o período de recuperação.

Atenção: As formas crônicas quando não tratadas podem aumentar o risco de desenvolver carcinoma de células escamosas, que representa um dos tipos de câncer de pele. Portanto, opte pela prevenção e procure ajuda médica ao aparecimento dos primeiros sinais e sintomas.

Política de Privacidade

Para garantir sua satisfação, a CCP criou uma Política de Privacidade, que esclarecemos abaixo. Qualquer dúvida, envie-nos um e-mail: [email protected]. A Política de Privacidade da CCP foi criada para demonstrar o seu compromisso com a privacidade e segurança de informações coletadas dos usuários de serviços interativos oferecidos no site da CCP.

1. Quais dados pessoais serão tratados pela CCP?
A CCP poderá coletar as informações inseridas ativamente por você, “usuário”, no momento do contato, através do preenchimento do formulário de contato ou pela newsletter e, ainda, informações coletadas automaticamente ao utilizar os nossos serviços. Há, assim, o tratamento de dois tipos de dados pessoais: (i) os fornecidos pelo próprio usuário e (ii) aqueles coletados automaticamente pela CCP.

1.1. Dados Pessoais Fornecidos pelo Usuário
A CCP coleta todos os dados pessoais inseridos ou encaminhados ativamente pelo usuário ao contatar em nosso site. São eles: Nome completo, sexo, e-mail, data de nascimento e endereço completo. Independentemente de quais dados pessoais o usuário fornece ativamente à CCP, nós apenas faremos uso daqueles efetivamente relevantes e necessários para o alcance das finalidades a ele declaradas na coleta dos dados.

1.2. Dados coletados automaticamente pela CCP
A CCP coleta uma série de informações de modo automático no site de interação com o usuário, tais como: características do dispositivo de acesso, do navegador, IP (com data e hora), origem do IP, informações sobre cliques, páginas acessadas, dentre outros. Para tal coleta, a CCP fará uso de algumas tecnologias padrões, como cookies, pixel tags, beacons e local shared objects, que são utilizadas com o propósito de melhorar a sua experiência de navegação em nosso site, de acordo com os seus hábitos e preferências.

1.3. Com quais finalidades a CCP tratará os seus dados?
Os dados pessoais tratados pela CCP têm como principais finalidades a possibilidade do usuário conhecer a oferta de produtos da CCP e o fornecimento de informações via formulário de contato.

2. Newsletter
A CCP armazenará dados como seu nome e e-mail. O objetivo é podermos fornecer a você, como usuário, informações mais relevantes e personalizadas sobre nossas novidades e atualizações sobre nossos produtos. Este tipo de dados é apagado de nossos registros uma vez por ano. No entanto, a empresa tem certas obrigações legais sob, por exemplo, exigências contábeis, impostos e leis do consumidor que podem exigir que retenhamos certas partes de suas informações pessoais.
A CCP tem o direito de enviar a você informações sobre as novidades de nossos produtos.
A assinatura é gratuita e pode ser encerrada a qualquer momento.


2.1. Compartilhamento de informações

A CCP não irá, sem o seu consentimento, passar nenhuma informação sobre o usuário a terceiros, a menos que seja exigido por lei.

3. O que são e como a CCP utiliza a tecnologia cookies?
Cookies são arquivos ou informações que podem ser armazenadas em seus dispositivos quando você visita o website da CCP. Geralmente, um cookie contém o nome do site que o originou, seu tempo de vida e um valor, que é gerado aleatoriamente.
A CCP utiliza cookies para facilitar o uso e melhor adaptar seu website e aplicações aos interesses e necessidades de seus usuários, bem como para auxiliar e melhorar sua estrutura e seus conteúdos. Os cookies também podem ser utilizados para acelerar suas atividades e experiências futuras em nossos serviços.
Por meio de cookies, o site armazena informações sobre as atividades do navegador, incluindo endereço IP e a página acessada. Esses registros de atividades (logs) serão utilizados apenas para fins estatísticos e de métricas dos serviços disponibilizados ou para a investigação de fraudes ou de alterações indevidas em seus sistemas e cadastros, não tendo como finalidade o fornecimento dos dados a terceiros sem autorização expressa do usuário.
Esses registros poderão compreender dados como o endereço de IP do usuário, as ações efetuadas no site, as páginas acessadas, as datas e horários de cada ação e de acesso a cada página do site, as informações sobre o dispositivo utilizado, versão de sistema operacional, navegador, dentre outros aplicativos instalados.

× Como posso te ajudar?