Saiba quando procurar um coloproctologista

Quando procurar um coloproctologista? É uma pergunta que aparece sempre entre pacientes que apresentam algum desconforto relacionado à próstata. A primeira ideia que surge na cabeça da maioria das pessoas é a necessidade de realizar um exame. Porém, é preciso saber que o médico responsável por esse tipo de diagnóstico é o urologista, que nada tem de relação com o rastreamento de doenças relacionadas ao intestino grosso: cólon, reto e ânus, além de disfunções do assoalho pélvico.

Essa especialidade médica – a Coloproctologia – é responsável por diagnosticar e tratar diversos problemas de saúde associados ao intestino, desde uma simples constipação até as mais graves como o câncer. O diagnóstico de problemas nessa região é realizado por meio de avaliação do histórico familiar e do estilo de vida, além da indicação de exame clínico, sendo os mais comuns a anuscopia, a retossigmoidoscopia e a colonoscopia.

Entenda quando procurar um coloproctologista, quais são as principais doenças tratadas por esse especialista e a importância da prevenção para evitar problemas intestinais.

Quando procurar um proctologista é uma dúvida frequente entre os pacientes com algum desconforto intestinal

Quando devo procurar um coloproctologista?

A consulta com o médico coloproctologista deve acontecer assim que se iniciarem os primeiros sinais e sintomas de problemas intestinais, tais como alterações nas fezes, sangramentos e coceiras anais, cólicas abdominais, dentre outros. Como os sintomas podem ser semelhantes a outras condições mais brandas, a recomendação é que o paciente não espere pelo seu agravamento para buscar ajuda médica, já que a prevenção e o diagnóstico precoce são as principais armas no enfrentamento de doenças consideradas graves na região.

É importante ressaltar que os avanços tecnológicos para a realização de exames e no que se refere aos medicamentos utilizados para o tratamento têm modificado a incidência do câncer de intestino, aumentando a sobrevida dos pacientes. No entanto, os benefícios dependem da detecção precoce por meio da prevenção.

Para homens e mulheres, a recomendação é que se inicie o rastreamento do câncer de intestino a partir dos 50 anos. A idade cai para 40 anos quando o paciente possui histórico familiar. Lembre-se: incluir o coloproctologista na rotina de consultas periódicas é de suma importância para evitar complicações no futuro.

Mas, quando procurar um coloproctologista?

·   Dificuldade em segurar as fezes;

·   Sangramento anal;

·   Dores abdominais;

·   Caroços e coceira na região anal;

·   Mudanças no ritmo intestinal, com episódios de diarreia ou constipação.

Principais condições e doenças tratadas pelo coloproctologia

·   Câncer de cólon, reto e ânus;

·   Pólipos intestinais;

·   Cisto pilonidal;

·   Fissuras e fístulas anais;

·   Hemorroidas;

·   Lesões pós-cirúrgicas do ânus;

·   Constipação intestinal;

·   Incontinência fecal.

  • Síndrome do intestino irritável

·   Diarreia crônica;

·   Doença diverticular dos cólons e diverticulite;

·   Doenças sexualmente transmissíveis (como o HPV);

·   Doenças intestinais inflamatórias;

·   Prolapso retal;

·   Hidroadenite supurativa.

Agora que você já conhece a importância de prevenir doenças relacionadas ao intestino, não deixe de agendar uma consulta com o especialista ou a qualquer momento, se fizer parte do grupo de risco. Priorize a sua saúde, prefira a prevenção!